Mês: novembro 2008

PARA REFLETIR COM CARINHO…

Postado em

O FRIO QUE VEM DE DENTRO

Conta-se que seis homens ficaram presos numa caverna  por causa de uma avalanche de neve.
Teriam que esperar até o amanhecer para receber socorro.
Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma    pequena fogueira ao redor da qual eles se aqueciam.
Eles sabiam que se o fogo apagasse todos morreriam
de frio antes que o dia clareasse.
Chegou a hora de cada um colocar sua lenha na fogueira.
Era a única maneira de poderem sobreviver.
O primeiro homem era racista. Ele olhou demoradamente para
os outros cinco e descobriu que um deles tinha a pele escura.
Então, raciocinou consigo mesmo: “aquele negro! Jamais darei minha lenha
para aquecer um negro”. E guardou-a protegendo-a dos olhares dos demais.
O segundo homem era um rico avarento. Estava ali porque esperava receber os juros de uma dívida. Olhou ao redor e viu um homem da montanha que   trazia sua pobreza no aspecto rude do semblante e nas roupas velhas e remendadas.
Ele calculava o valor da sua lenha e, enquanto sonhava com o seu lucro,  pensou: “eu, dar a minha lenha para aquecer um preguiçoso”, nem pensar.
O terceiro homem era negro. Seus olhos faiscavam de ressentimento. Não  havia qualquer sinal de perdão ou de resignação que o sofrimento ensina.
Seu pensamento era muito prático:
“é bem provável que eu precise desta lenha para me defender.
Além disso, eu jamais daria minha lenha para salvar aqueles que me   oprimem”. E guardou suas lenhas com cuidado.
O quarto homem era um pobre da montanha. Ele conhecia mais do que os  outros os caminhos, os perigos e os segredos da neve.
Este pensou: “esta nevasca pode durar vários dias.
Vou guardar minha lenha.”
O quinto homem parecia alheio a tudo. Era um sonhador. Olhando fixamente  para as brasas, nem lhe passou pela cabeça oferecer a lenha que  carregava.
Ele estava preocupado demais com suas próprias visões      (ou alucinações?) para pensar em ser útil.
O último homem trazia nos vincos da testa e nas palmas calosas das mãos os sinais de uma vida de trabalho. Seu raciocínio era curto e rápido:
“esta lenha é minha. Custou o meu trabalho.
Não darei a ninguém nem mesmo o menor dos gravetos”.
Com estes pensamentos, os seis homens permaneceram imóveis.
A última brasa da fogueira se cobriu de cinzas e, finalmente apagou.
No alvorecer do dia, quando os homens do socorro chegaram à caverna encontraram seis cadáveres congelados, cada qual segurando um feixe de  lenha.
Olhando para aquele triste quadro, o chefe da equipe de socorro  disse:
“o frio que os matou não foi o frio de fora, mas o frio de dentro”.
Não deixe que a friagem que vem de dentro mate você.
Abra o seu coração e ajude a aquecer aqueles que o rodeiam.
Não permita que as brasas da esperança se apaguem nem   que a fogueira do otimismo vire cinzas.
Contribua com seu graveto de amor e aumente  a chama da vida onde quer que você esteja.

Com carinho, um grande abraço!!!!!

KÁTIA E VINI

PORTA-TRECOS DE RECICLAGEM COM PAP….

Postado em

porta-trecos1

passe-o-primer-e-pinte-da-cor-escolhidapasse-outra-cor-de-tinta-suavementefazendo-riscos-em-sentido-contrariofaca-a-decoupage-com-guardanapofaca-detalhes-com-tinta-dimensionalpara-finalizar-passe-uma-camada-de-verniz-acrilico-ou-geral

OBS: PARA ACOMPANHAR O PAP, COLOQUE O MOUSE SOBRE AS IMAGENS….

OLÁ…

EM PRIMEIRO LUGAR GOSTARIA DE AGRADECER OS COMENTÁRIOS CARINHOSOS QUE ESTOU RECEBENDO…INCLUSIVE DE OUTROS PAÍSES, COMO FOI O CASO DA ITÁLIA QUE ME DEIXOU MUITO FELIZ!!!!!

COMO SEMPRE ESTAMOS AQUI DIVIDINDO UM POUCO DO QUE SABEMOS, E ESPERAMOS QUE POSSA SER MUITO ÚTIL A TODOS….POIS ACHO QUE NÃO DEVEMOS GUARDAR SÓ PARA NÓS O QUE SABEMOS E SIM COMPARTILHAR E PASSAR ADIANTE SEMPRE QUE POSSÍVEL!!!!!!

ESTAMOS REALMENTE MUITO FELIZES COM TODOS OS COMENTÁRIOS E AGRADECIDOS DE TODO O CORAÇÃO!!!!!!

ABRAÇOS A TODOS….

KÁTIA

Gostou da postagem, quer comentar? então clik aqui ou no título da postagem!!!!!!!

ALGUMAS DICAS DE COMO CULTIVAR E CUIDAR DE AZALÉIAS!!!

Postado em Atualizado em

Azaléia

Família: Ericáceas
Origem: China e Japão
Porte: Atinge até 2 m. de altura
Floração: inverno e início da primavera
Propagação: estacas de galho
Luminosidade: sol pleno/meia-sombra
Regas: Regulares, sempre que o solo estiver seco

A azaléia, um arbusto da família das Ericáceas, tornou-se muito popular e hoje pode ser encontrada formando cercas-vivas, compondo maciços em jardins, alegrando corredores e entradas mesmo plantada em um vaso. Um dos segredos do seu sucesso é que a floração ocorre justamente nos meses de inverno e traz um pouco de colorido num período em que a maioria das plantas encontra-se em repouso. Outro segredo é que a azaléia é uma planta relativamente rústica e resistente: suporta com bravura certas condições bem adversas e, por isso, é muito usada em jardins e praças públicas, dando um toque de “vida” até mesmo nos canteiros das grandes avenidas de cidades como São Paulo, tão castigada do ponto de vista ecológico-paisagístico.
A variedade mais popular no Brasil é a Rhododendron indicum, que originalmente produz flores roxas, rosas e brancas, mas graças à intervenção humana, pode ser encontrada em inúmeras matizes chegando até ao vermelho brilhante.

Solo: Por ser um arbusto rústico, a azaléia adapta-se bem a qualquer tipo de solo, porém, para produza uma florada exuberante, o ideal é cultivá-la usando a seguinte mistura de solo:
· 2 partes de terra comum de jardim
· 1 parte de areia
· 1 parte de composto orgânico

Luminosidade e regas: As azaléias não florescem dentro de casa e precisam de luz solar plena para crescerem bem. Para mantê-las em áreas internas, deixe as plantas fora de casa até que as flores se abram, aí então podem ser levadas para dentro, mas é preciso que fiquem em um local bem claro, próximo à janela. O cultivo pode ser feito à meia-sombra desde que a planta receba luz solar direta pelo menos 4 horas por dia. Evite o excesso de água nas regas: o ideal é fornecer água à planta apenas quando o solo apresentar-se seco, sem encharcar.

Adubação: Floradas pouco exuberantes ou brotos que não crescem é sinal que falta nutrientes para a azaléia. Adube uma vez por mês com a seguinte mistura:
· 1 parte de farinha de ossos
· 1 parte de torta de mamona
Se for utilizar fertilizante químico, dê preferência para aqueles ricos em fósforo (o P da fórmula NPK). Ou seja, escolha um NPK onde o P seja maior que o N e o K. Ex: um NPK de fórmula 4-12-4.

Podas: Depois da floração, a poda é uma boa medida para estimular o surgimento de novos brotos e garantir uma próxima florada bem exuberante. Aproveite para fazer uma boa limpeza na planta, retirando as flores murchas e as folhas amarelas. Assim que terminar a floração das azaléias, retire os galhos em excesso e corte as pontas dos outros galhos, até chegar ao formato e tamanho que você quiser. Para aumentar a próxima floração, elimine as pontas de todos os galhos que floresceram este ano.

Controlando problemas

Galhas – folhas e pétalas atacadas tornam-se espessas e deformadas apresentando, às vezes, manchas esbranquiçadas. As extremidades dos ramos também podem manifestar o problema, tornando-se “esgalhadas”. Controle: Elimine as partes afetadas e utilize um fungicida do tipo Calda Bordalesa.

Oídio – A planta apresenta manchas esbranquiçadas na frente e verso das folhas e até no cálice da flor. Com o tempo, as folhas apresentam coloração cinza escuro e começam a cair prematuramente. Controle: Reduza a quantidade de água nas regas, isole as plantas atacadas ou suspeitas e faça pulverizações com fungicida em casos mais severos.

Seca de ponteiros – Apresenta-se na forma de uma podridão marrom escura, que se inicia na ponta do ramo e se espalha para baixo, atingindo a haste principal. Pode provocar até a morte da planta. Controle: Faça a poda dos ponteiros atacados e proteja o corte com uma pasta à base de oxicloreto de cobre.

Clorose – Toda a folhagem pode tornar-se amarela. Controle: Normalmente, o problema surge por deficiência nutricional. Deve-se observar a adubação correta, verificando se há carência dos nutrientes.

Ferrugem – Manchas semelhantes à ferrugem nas folhas acusam a presença de fungos. Controle: Aplique Calda Bordalesa

* 10 meses atrás

Fonte(s):
http://www.jardimdeflores.com.br/florese…
http://bonsainiteroi.vilabol.uol.com.br/…
http://srv3.v-expressa.com.br/edicoes/20…

Um grande abraço a todos e espero ter ajudado a tirar algumas dúvidas…

KÁTIA

Dicas de Jardinagens para Principiantes…

Postado em

Dicas para os novos jardineiros !

flores
flickr_Hortensia V.

Conselhos para os novos jardineiros

Para obter bons resultados é necessario ter os utensílios adequados.
É fundamental ter uma mangueira , fertilizante, sementes e luvas de jardinagem.
Com o passar do tempo virá a ter necessidade de comprar outros utensílios mas, por enquanto, estes são os suficientes para iniciar.

Inicie pelas pequenas coisas. Se não tem a certeza de quanto tempo pode dedicar à jardinagem, comece por plantar em vasos e talvez por algumas filas de flores no jardim.

Certifique-se de que plantou as flores nas zonas apropriadas do jardim, com mais ou menos sol.

Controle periodicamente o seu terreno com um kit de medição do pH. Isto indicar-lhe-á se necessita de fertilizante ou de uma nova camada de terra.

Descubra quais as plantas que precisam de um cuidado especial em condições climatéricas especiais.

Uma vez plantadas todas as suas sementes, assegure-se de que pode dedicar pelo menos uma ou duas horas por semana para tratar da sua horta. Deve fertilizá-la e regá-la com regularidade.

Escreva um memorando das suas actividades anotando as que funcionaram e as que, pelo contrário, ainda devem ser melhoradas para a sua próxima plantação.

Geralmente na manutenção dos jardins incorre-se em excessos, como :
– rega em demasia
– fertilização excessiva
– cortes muito frequentes

A jardinagem pode ser trabalhosa mas deve ser relaxante, por isso divirta-se!

Como cuidar do jardim de acordo com os meses do ano

Janeiro

– Instalar estacas de folha de begônia-rex e violeta e estacas de galho de brinco-de-princesa, gerânio e roseira.

Florações: agapanto, alamanda, angélica, bela-emília, boca-de-leão, copo-de-leite, dália, magnólia branca, pau-de-tucano, pau-ferro, sálvia.

Fevereiro

– Fazer mudas de galhos.

Florações: esporinha, estrelítzia, lírio, margarida-branca, mil-folhas, paineira, quaresmeira.

Março

– Bom para enxertos em roseiras. Retirar da terra os bulbos de plantas que já secaram.

Florações: anêmona, capuchinha, castanha-de-macaco, manacá-da-serra, saudade, zínia.

Abril

– Fazer mudas de galho de comigo-ninguém-pode e dividir touceiras do clorofito.

Florações: acácia-mimosa, amor-agarradinho, brinco-de-princesa, ciclâmen, cravina, crisântemo, petúnia.

Maio

– Plantar bulbos e adubar vasos e canteiros: 10 gramas de adubo químico NPK 6-6-6 para cada metro quadrado.
Adubar gramados com 20 gramas por metro quadrado com NPK 20-18-6.

Florações: açafate, bico-de-papagaio, camélia, flor-de-maio, prímula, zínia.

Junho

– Diminuir as regas e proteger as plantas das geadas.

Florações: azaléia, cipó-de-são-joão, eritrina, ipê-roxo, íris, orquídea-sapatinho.

Julho

– Proteger os caules com palha. Podar cercas-vivas, árvores e arbustos.

Florações: amor-perfeito, caliandra, cássia-mimosa, cerejeira ornamental, ipê-roxo, rododendro (tipo de azaléia), verbena, quaresmeira.

Agosto

– Podar os gramados e cobri-los com uma camada de 1 centímetro da seguinte mistura: 4 partes de terra vegetal preta, 3 de areia grossa e 3 de esterco de curral bem curtido.
Planejar as plantas que serão cultivadas na primavera.

Florações: abutilon, azaléia, bauínia, buquê-de-noiva, glicínia, jasmim, manacá-da-serra.

Setembro

– Transplantar vasos e adubar canteiros. Adube também os gramados (mesma dosagem indicada para maio).

Florações: calceolária, campânula, esprinha, gardênia, grevilha arbustiva, ipê-amarelo, miosótis, quaresmeira-roxa.

Outubro

– Planeje o jardim com espécies que florescem no verão.
Podar um pouco as azaléias e limpar galhos secos.

Florações: agapanto, anêmona, antúrio, cineraria, gerânio, guapuvuru, margarida.

Novembro

– Transplantar vasos e canteiros.

Florações: agerato, amor-perfeito, clínia, flamboyant, jacarandá-mimoso, petúnia, sálvia.

Dezembro

– Elimine galhos secos e adube gramados com adubo químico (dosagem indicada para maio).

Florações: cravo, gladíolo, hortênsia, jasmim-manga, magnólia amarela, rosa, quaresmeira.
fonte:www.bateprego.com

Cuidado !

  • Existem plantas aparentemente inofensivas, mas que podem ser perigosas quando ingeridas.
    Além da conhecida Comigo ninguém pode (Diffenbachia picta), cuidado também com a Espirradeira (Nerium Oleander) e com as Allamandas (Allamanda cathartica).

FONTE: FAZ FÁCIL

Até mais……..

Postado em

Até semana que vem;;;;;;;;;;;;

E se quiser deixe um commentário para mim clique AKI ou Clique em NENHUM COMENTÀRIO e deixe o seu……

ex11-745598

Para se Divertir um Pouco!!!

Postado em

Olá …

Recebi de minhas tias e gostaria de compartilhar com todos vcs. Espero que riam muito!!!!!

Clique AKI PARA VER O KARAOKE GAÚCHO…

ABRAÇOS

VINI E KÁ

gaucho-e-seu-cao